Meu Blog é assim...

Crie glitters aqui! "Aqui estarei descrevendo meu dia a dia na rotina de meu trabalho, poemas,historias,comentarios das crianças, enfim, tudo que estiver relacionado as crianças e com a minha vida profissional" As pegadas são o inicio de toda caminhada dessa ciranda da vida onde teremos um objetivo final!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

A boneca e a Menina


"A boneca adora brincar com a menina"

A boneca brinca com a menina
A menina não quer brincar
A boneca insiste e implora
A menina chora, quer ir embora!

Depois de muito choro
A menina se levanta
Pega a boneca no colo
E vai para a varanda

Senta-se e ajeita a saia
Coloca a boneca nas pernas
Faz naninha e canta pra ela
A boneca fecha os olhos, dorme!

Mais tarde,a mãe chama a menina,
Que levanta e sai correndo
Derrubando a boneca no chão,
Ficou lá por muito tempo!

Já de noitinha, hora de dormir
A menina sente falta da boneca
Vai ate a varanda e a pega
Ajeita a roupinha, põe pra dormir

Agora, a boneca dorme com a menina
E a menina, também dorme agora.
Juntas, a menina e a boneca, dormem!
Dormindo, sonharão, com certeza,
Com outras novas brincadeiras.

Simone Martins - 07/05/2011

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Estrelinhas que caem do ceu


"Estrela, estrelinha: cai aqui no meu quintal, que tu já és minha!"


Estrela, estrelinha
Que do céu ira cair
Estou a te esperar
Para poder te ajudar

Estrelinha quando cair
Caia la no meu quintal
Só assim eu poderei
Te ajudar. Cuidar de ti

Se cair só uma...
Um pedido vou fazer
Mas se vierem outras juntas,
Vou ficar muito feliz

Já pensou quantos pedidos,
A essas estrelas eu farei?
Com certeza irei ajuda-las,
E meus pedidos conquistarei

Mas se as estrelas não caírem.
Vou para cama me deitar.
Pois, já é de madrugada,
A minha mãe irá brigar!

Simone Martins
06/06/2011

Foto: GOOGLE-http://3.bp.blogspot.com/-fr_IVNOA6gQ/TcN3Scq2QGI/AAAAAAAAAFg/vM2ANfoqVjc/s320/1275022948.gif

terça-feira, 3 de maio de 2011

A Cobra e a Corda!

"Blá, blá,blá,blá...A cobra nao parava de falar...Sssssss!"

A cobra se apaixonou um dia.
Por um pequeno pedaço de corda
Por onde a cobra andava,
Levava junto, a sua corda

A corda não reclamava
A corda a seguia sempre
A cobra estava muito contente
Sua companheira, era obediente

A cobra falava e falava,
E a corda, não retrucava
A cobra amava sua corda
A corda estava sempre la

A cobra sentia-se feliz
Como era fiel sua amiga
A corda sempre a ouvia
E nunca a desmentia

A cobra vaidosa
Andava por todo lugar
Agarrada a sua companheira
Gostando de ser admirada

Um dia, a cobra saiu sozinha,
Deixando, sua amiga ali no chão
Eis que passou uma menina,
Pegou a corda e saiu pulando...

 
A cobra chegou exausta,
Mas queria muito conversar
Olhou...olhou e, não encontrou!
Sua amiga, onde está?

A cobra ficou triste,
E começou a definhar
Perdera a sua amiga,
Quando fôra passear

A cobra se enrolou, emudeceu,
Nunca mais saiu e nem falou
Que tristeza aconteceu,
A cobra de solidão, morreu!


Simone Martins - 03/05/2011